Cimeira Biden-Putin agendada para 16 de Junho, em Genebra

Casa Branca diz que o objectivo é tentar “restaurar a previsibilidade e a estabilidade das relações EUA-Rússia”. Mas as expectativas são reduzidas.

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, vão encontrar-se em Genebra, na Suíça, no dia 16 de Junho, anunciou esta terça-feira a Casa Branca.

“Os líderes vão discutir toda a gama de questões urgentes, queremos restaurar a previsibilidade e a estabilidade das relações EUA-Rússia”, disse a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki.

Biden já tinha dito anteriormente que quer que Putin pare de tentar influenciar as eleições norte-americanas, que trave os ciberataques oriundos da Rússia às redes dos EUA, que pare de ameaçar a soberania da Ucrânia e que liberte o opositor do Kremlin, Alexei Navalny.

No início do mês, a Reuters noticiou que os EUA e a Rússia estão a reduzir as expectativas sobre grandes avanços nesta cimeira, uma vez que os dois países não estão com vontade de fazer grandes concessões sobre as suas ferozes divergências.

A Casa Branca também tem sido cautelosa em dizer que Biden quer fazer um “reset” nas relações com Putin. Os responsáveis norte-americanos encaram este encontro cara a cara como uma oportunidade para se reajustarem as relações, depois daquilo que consideram ter sido uma abertura bajuladora do antigo Presidente Donald Trump para com Putin.

Responsáveis russos disseram à Reuters que vêem esta cimeira como uma oportunidade para ouvirem directamente Joe Biden. Uma fonte próxima do Governo russo afirmou que a nova Administração dos EUA tem enviado mensagens contraditórias.

* Reuters – Foto Maxim Shipenkov/EPA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *