Desembargadora que atacou Marielle foi casada com procurador geral do RJ que nunca investigou Cabral

A desembargadora Marília Castro Neves, que acusou Marielle Franco de estar “engajada com bandidos”, foi casada com Marfan Martins Vieira, ex-procurador geral do MPRJ durante o governo Sérgio Cabral (ou seja, ele não “procurava” nada).

Marfan mantinha excelentes relações com Anthony Garotinho (PR).

No governo de Rosinha, ocupou o mesmo cargo por dois mandatos, 2005-2008.

Leia também :Coronel da PM presta homenagem a Marielle Franco

Foi durante sua gestão que Marília, sua então mulher, à época procuradora de Justiça, tornou-se desembargadora, em dezembro de 2006.

Além de engavetar tudo de Garotinho e Cabral, Marfan arquivou inquérito contra Jorge Picciani que investigava o caso rumoroso do gado superfaturado

A doutora Marília nunca ouviu falar de nada disso, evidentemente.


Deixe uma resposta